sábado, 27 de dezembro de 2008

Casa da Magia


Lá dentro havia seda, havia algodão e havia linho.

Lá dentro havia ouro, havia prata e havia platina.

Lá dentro havia riso, havia sorriso e havia felicidade.

Lá dentro havia tudo de espectacular e tu não passavas perto da porta.

Nem sequer rodeavas, nem sequer uma ponta de curiosidade e eu roía-me só de magicar como tal seria possível.

Tudo o que toda a gente desejou, em todos os tempos, estava ali. E tu aqui, sem mexeres nenhuma parte de ti.

A explicação estava contigo e mais ninguém. Eras o único da aldeia que nunca tinha sequer espreitado a casa de magia. E não era uma magia qualquer, dessas que são inventadas e nos tapam os olhos, era uma magia real e única.

Estudiosos davam voltas ao que tinham e não tinham para descobrir tal fenómeno mas todos os estudos foram inconcluídos por escassez de dados concretos.

Pedi-te uma vez que fosses lá comigo e, sem resposta, desapareceste durante três semanas.

Pedi-te outra vez que me levasses só a espreitar, com a desculpa do medo e, sem resposta, desapareceste durante três meses.

Perguntei-te, então, se a tal casa teria sido obra tua e, sem resposta, desapareceste durante três anos.

Esta rotina matou-me e os teus afastamentos apunhalaram-me já cadáver.

Já passou um ano desde a tua última aproximação, que recusei, e hoje não sei nada sobre ti. Também fugi. Mas nem a campaínha nem o telefone me contaram mais nada. E eu, cadavér, continuo aqui. Ninguém me leva para a morgue para me fazerem festinhas com o bisturi...

Enquanto espero ou te espero, vou dormir mais um sono de morte.


(Serei, pelo menos, a tua Bela Adormecida?)

6 comentários:

Anónimo disse...

Este post está... mágico. É daqueles que não quero saber o truque, prefiro assim :)

Beijinho*

Corto Maltese

faz de conta disse...

Não. Tu não dormes!

info-excluido@pessoa disse...

Muito bom. Li-o três vezes.

Tari disse...

A todos:

Muito obrigada pelos elogios (imerecidos).

E já que estamos na altura...um bom ano para todos vocês :P

Espanta Sono disse...

Todas as palavras que encontro neste blog são magia. Ou serão mesmo sonhos?

Tari disse...

Espanta Sono:

Obrigada pelo grande elogio.

As estorinhas deste blog são ficção e nenhuma provém dos sonhos, no entanto, foi um bom palpite.

Beijinhos**